E agora?


Anúncios

UMA VERDADEIRA HISTÓRIA DE AMOR


E você achando que isso só acontecia em filme…

Fonte: Caixapretta

 

 

 

Dia de prova.


Orar é para os Fracos!!!


“Eu olho para Ti”


Whitney Houston deixou, nesta canção, que o seu talento fosse usado como instrumento de Deus para dizer a tantas pessoas desamparadas, angustiadas e sem perspectivas, que se olharmos para Deus, Ele brilhará sobre nós.

O que vemos quando olhamos para Deus? “I look to you”, ou “Eu olho para Ti”, em tradução literal, é o nome do último álbum da cantora norte-americana Whitney Houston, lançado após um período turbulento em sua vida, marcado por envolvimento com drogas, excesso de álcool e diversos desentendimentos com o ex-marido, o cantor Bobby Brown.

A letra da canção fala de alguém perdido sem uma causa aparente, que busca forças em Deus para poder se reerguer. Os versos cantados pela artista falam muito com qualquer pessoa que se encontra sem força alguma, justificada por situações que todos nós enfrentamos, independentemente dos tipos de problemas ou motivos desencadeados por eles.

Quantas vezes você não se sentiu perdido e fraco, mesmo depois de se doar por inteiro até mesmo a Deus? Quantas vezes você não se sentiu desamparado e desesperado, mesmo tendo fé nEle?

O que podemos fazer, então? Uma resposta para isso é não desanimar, apesar das inúmeras lutas e, quem sabe, derrotas. Se você não sabe o que fazer, não faça nada, a não ser “levantar a cabeça” e crer que será salvo de suas batalhas.

Como Whitney, que pergunta na canção, “A quem posso me voltar?”, você tem a possibilidade de manter a sua confiança no Único que pode lhe fortalecer e lhe pôr de pé.

No último sábado (11), porém, Whitney foi declarada morta, após ser encontrada desacordada na banheira do quarto de um hotel de luxo onde estava hospedada, na região de Los Angeles, Estados Unidos. Ela tomava antidepressivos, e a autópsia constatou que foi encontrado água em seu pulmão. Talvez Whitney não tivesse encontrado tempo para olhar para Deus e encontrar as soluções entoadas por ela mesma na canção.

No entanto, nesta composição, ela, que iniciou cantando em corais gospel em igrejas, aos 11 anos de idade, deixou que o seu talento fosse usado como instrumento de Deus para dizer a tantas pessoas desamparadas, angustiadas e sem perspectivas, que se olharmos para Deus, Ele brilhará sobre nós.

Tablet desconhecido humilha marcas famosas


Tablet desconhecido conta com  imagens em 3D sem a necessidade de óculos especiais (Fonte da imagem: Brando)

O Gadmei T863 traz 3D sem a necessidade de óculos e recursos impressionantes com  um preço bem abaixo da concorrência.

Os consumidores mais afoitos não pensam duas vezes antes de botar a mão no  bolso e gastar pequenas fortunas em novos tablets das companhias mais famosas,  afinal de contas, um iPad 2 ou um Motorola Xoom não sai por menos de R$ 1200.

Contudo, o desconhecido Gadmei T863 vem para chacoalhar esse mercado, não só  devido ao seu preço – US$ 199 (cerca de R$ 380), mas também porque apresenta  recursos impressionantes. O grande destaque fica por conta da sua tela  touchscreen, pois ela permite a visualização de imagens em 3D sem a necessidade  de óculos especiais.

Isso é possível graças ao chip para processamento de imagens em três  dimensões incorporado ao seu hardware. O Gadmei T863 traz as seguintes  especificações:

  • 512 megabytes de RAM;
  • 8 gigabytes de espaço (expansível com cartões de memória microSD de até 32  GB);
  • Tela touchscreen de 8 polegadas;
  • Resolução de 1280 x 768 com suporte para imagens em três dimensões;
  • Processador Cortex A9 de 1 GHz;
  • Conexão Wi-fi;
  • Saída HDMI;
  • Android 2.3 Gingerbread.

Alguém te faz sorrir ?


 

 

– Vem, confia. Não mordo. Só se você pedir Sorri maliciosamente.

Seu boboela disse rindo e me abraçando apertado – se não confiasse em você, em quem mais seria?

Me diz você penso, mas não digo.

Retribui o abraço. Gosto de abraçá-la. É um dos poucos braços que me transmite conforto verdadeiro. Aquela sensação de segurança que a gente procura, sem eira nem beira, durante a vida inteira. O abraço que dá na cara dos revezes com que ela, a vida, nos retribui carinhosamente.

Já disse que gosto demais de você?

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: