Sexo, Namoro, Casamento…

Moralidade Sexual


“Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém aos que se dão à prostituição e aos adúlteros Deus os julgará”. Hb 13.4

O crente, antes de mais nada, precisa ser moral e sexualmente puro (cf. 2Co 11.2; Tt 2.5; 1Pe 3.2). A palavra “puro” (gr. hagnos ou amiantos) significa livre de toda mácula da lascívia. O termo refere-se a abstenção de todos os atos e pensamentos que incitam desejos incompatíveis com a virgindade e a castidade ou com os votos matrimoniais da pessoa. Refere-se, também, ao domínio próprio e a abstenção de qualquer atividade sexual que contamina a pureza da pessoa diante de Deus. Isso abrange o controle do corpo “em santificação e honra” (1Ts 4.4) e não em “concupiscência” (4.5). Este ensino das Escrituras é tanto para os solteiros, como para os casados.

No tocante ao ensino bíblico sobre a moral sexual, vejamos o seguinte:

(1) A intimidade sexual é limitada ao matrimônio. Somente nesta condição ela é aceita e abençoada por Deus (ver Gn 2.24 nota; Ct 2.7 nota; 4.12 nota).
Mediante o casamento, marido e mulher tornam-se uma só carne, segundo a vontade de Deus. Os prazeres físicos e emocionais normais, decorrentes do relacionamento conjugal fiel, são ordenados por Deus e por Ele honrados.

(2) O adultério, a fornicação, o homossexualismo, os desejos impuros e as paixões degradantes são pecados graves aos olhos de Deus por serem transgressões da lei do amor (Êx 20.14 nota) e profanação do relacionamento conjugal. Tais pecados são severamente condenados nas Escrituras (ver Pv 5.3 nota) e colocam o culpado fora do reino de Deus (Rm 1.24-32; 1Co 6.9,10; Gl 5.19-21).

(3) A imoralidade e a impureza sexual não somente incluem o ato sexual ilícito, mas também qualquer prática sexual com outra pessoa que não seja seu cônjuge. Há quem ensine, em nossos dias, que qualquer intimidade sexual entre jovens e adultos solteiros, tendo eles mútuo “compromisso”, é aceitável, uma vez que não haja ato sexual completo. Tal ensino peca contra a santidade de Deus e o padrão bíblico da pureza. Deus proíbe, explicitamente, “descobrir a nudez” ou “ver a nudez” de qualquer pessoa a não ser entre marido e mulher legalmente casados (Lv 18.6-30; 20.11, 17, 19-21; ver 18.6 nota).

(4) O crente deve ter autocontrole e abster-se de toda e qualquer prática sexual antes do casamento. Justificar intimidade premarital em nome de Cristo, simplesmente com base num “compromisso” real ou imaginário, é transigir abertamente com os padrões santos de Deus. É igualar-se aos modos impuros do mundo e querer deste modo justificar a imoralidade. Depois do casamento, a vida íntima deve limitar-se ao cônjuge. A Bíblia cita a temperança como um aspecto do fruto do Espírito, no crente, i.e., a conduta positiva e pura, contrastando com tudo que representa prazer sexual imoral como libidinagem, fornicação, adultério e impureza. Nossa dedicação à vontade de Deus, pela fé, abre o caminho para recebermos a bênção do domínio próprio: “temperança” (Gl 5.22-24).

(5) Termos bíblicos descritivos da imoralidade e que revelam a extensão desse mal.
(a) Fornicação (gr. porneia). Descreve uma ampla variedade de práticas sexuais, pré ou extramaritais. Tudo que significa intimidade e carícia fora do casamento é claramente transgressão dos padrões morais de Deus para seu povo (Lv 18.6-30; 20.11,12, 17, 19-21; 1Co 6.18; 1Ts 4.3).
(b) A lascívia (gr. aselgeia) denota a ausência de princípios morais, principalmente o relaxamento
pelo domínio próprio que leva à conduta virtuosa (ver 1Tm 2.9 nota, sobre a modéstia). Isso inclui a inclinação à tolerância quanto a paixões pecaminosas ou ao seu estímulo, e deste modo a pessoa torna-se partícipe de uma conduta antibíblica (Gl 5.19; Ef 4.19; 1Pe 2.2,18).
(c) Enganar, i.e., aproveitar-se de uma pessoa, ou explorá-la (gr. pleonekteo, e.g., 1Ts 4.6), significa privá-la da pureza moral que Deus pretendeu para essa pessoa, para a satisfação de desejos egoístas. Despertar noutra pessoa estímulos sexuais que não possam ser correta e legitimamente satisfeitos, significa explorá-la ou aproveitar-se dela (1Ts 4.6; Ef 4.19).
(d) A lascívia ou cobiça carnal (gr. epithumia) é um desejo carnal imoral que a pessoa daria vazão se tivesse oportunidade (Ef 4.22; 1Pe 4.3; 2Pe 2.18; ver Mt 5.28 nota).

 

“O sexo anal é pecado?”

 

A Bíblia é muito clara quando o assunto é sodomia. Este tipo de relação é abominável a Deus. E o que é sodomia?

Segundo o dicionário, sodomia é o ato sexual que envolve relações anais, entre um homem e uma mulher ou entre homossexuais masculinos.

“Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarento, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus”. (1 Co 6:9-10)

– Sodomia é condenada pela Palavra de Deus. É mudar a prática normal da natureza. “Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza” (Rm 1:26)

– É humilhante e egoísta, pois a mulher não sente prazer.

– Existe o perigo de infecção, pois o anus é sujo. Se após uma penetração anal, o homem voltar a penetrar a vagina, estará levando sujeira para um lugar frágil e sensível do corpo da esposa.

“Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do CORPO; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo.” (1 Co 6:18). 

O sexo oral é um acordo entre o casal. O homem pode beijar a sua mulher da cabeça até o pé, e vice versa, pelo tempo e da maneira que desejarem, desde que isso aumente o prazer para os dois. 

“O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também, semelhantemente, a esposa, ao seu marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher. 
Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e, novamente, vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência.” (1Co.7:3-5)

Um forma bem clara de se saber o que um casal de Deus pode fazer está na Bíblia. O Livro de Cantares é um libelo ao amor verdadeiro entre um homem e mulher de Deus que tem o leito (a vida sexual) sem macula (pecado) e abençoado por Deus. La você verá um casal que se deleita no sexo sem culpas, com muitos beijos, afagos, caricias e uma sexualidade sadia e abençoada.

Ou seja, alem do sexo anal, não ha nada que um casal casado não possa fazer um com o outro. Sexo oral, tantrico, kama sutra, posições diferentes e idéias a dois são bem vindas porque Deus fez o sexo não só para a procriação da espécie mas também para o prazer e o deleite do casal. Quando fazem sexo, o casal se torna um e isso é dádiva de Deus aos homens e deve ser curtida na santidade do matrimônio em plenitude e sem culpas.

 

 

 

 

 

“O sexo oral é pecado?”

Não há fundamento para se dizer que sexo oral é pecado. Isso porque a Bíblia não diz nada claramente sobre o assunto e nem mesmo o livro de Levíticos – que se posiciona claramente contra vários desvios sexuais – não fala nada sobre o assunto. 

Dizer que sexo oral é pecado é o mesmo que dizer que há partes do corpo permitidas de serem beijadas e outras não, o que seria por si só um tipo de “anti santificação” do corpo humano. Beijar a boca pode, beijar o seio, não. Chupar o pescoço pode, chupar outras partes do corpo não. Lamber o dedo da esposa pode, lamber outras coisas não. Não há, em toda a Bíblia, a demonização de nenhuma parte do corpo. O sexo e o amor foram criados por Deus para gozo e alegria de seus filhos e cada parte do corpo pode ser órgão sexual ou não, no sentido que há pessoas que se excitam se beijadas na orelha, outras sentem tesão por pés, outras ficam excitadas se tocadas no pescoço, etc… Dizer que certos lugares são liberados e outros não é incluir como lei o que não foi dito.

No entanto, apesar de não falar claramente, a Bíblia dá algumas pistas – bem claras, em alguns momentos – de como era a vida sexual de um casal que servia a Deus. O livro de Cantares é – além de uma metáfora do relacionamento de Cristo e a Igreja – uma descrição, muitas vezes minuciosa, de um relacionamento de amor e sexo entre um casal casado que se ama e serve a Deus.

De forma poética, delicada e, certamente, inspirada por Deus, o autor descreve a relação a dois e como pode haver gozo, prazer e alegria no sexo em um leito sem mácula e abençoado por Deus. Este livro fala claramente sobre o casal experimentando, comendo e bebendo de seus corpos. Ainda que não saibamos o que queiram dizer exatamente essas descrições, pode-se ter certeza de que não existem evidência alguma de que Deus esteja preocupado ou condenando o jeito que o casal se toca, beija ou acaricia.

Não quero com isso, fazer apologia a prática do sexo oral. O marido e sua esposa devem viver segundo a revelação que Deus tem dado aos dois. E se esta for não fazer sexo oral , amém, que assim seja feito. Deus faz diferentes revelações para diferentes pessoas porque o que para um é benção pode ser tropeço para outro. Assim o ideal é que o casal viva segundo o chamado de Deus para vocês. Se acreditam que é pecado, que não pratiquem. Muitas pessoas creêm que usar batom é pecado. Os pastores de sua igreja dizem isso. Elas acreditam. Elas não usam. Outras usam, mesmo seu pastor dizendo que é pecado. Usam porque não concordam. Assim, o casal deve decidir sobre isso juntos. E a partir daí, decidirem o que fazer. Se for praticar, o façam sem culpa. Se for se abster, também. De qq forma, não devem tornar esse assunto como o cerne de sua vida sexual porque sexo é muito mais do que isso. É intimidade, entrega e manifestação do amor de Deus e de vcs um pelo outro. Decidir pelo que for trazer paz ao coração de ambos, mas não deve ser motivo para que se julgue aos que pensam diferente.

“Ora, ao que é fraco na fé, acolhei-o, mas não para condenar-lhe os escrúpulos. Um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come só legumes. Quem come não despreze a quem não come; e quem não come não julgue a quem come; pois Deus o acolheu. Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio Senhor ele está em pé ou cai; mas estará firme, porque poderoso é o Senhor para o firmar. Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente convicto em sua própria mente. Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. E quem come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Pois, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, quer vivamos quer morramos, somos do Senhor. Porque foi para isto mesmo que Cristo morreu e tornou a viver, para ser Senhor tanto de mortos como de vivos. Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Deus. Porque está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua louvará a Deus. Assim, pois, cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” (Rom. 14:1-12)

“Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos ante a sua glória imaculados e jubilosos, ao único Deus, nosso Salvador, por Jesus Cristo nosso Senhor, glória, majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, e agora, e para todo o sempre. Amém.” (Judas 1:24-25)

 

SEXO, um Pecado?

“Nos últimos dias haverá tempos difíceis. Pois os homens serão egoísta, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobedientes… Não terão amor para com os outros e serão duros, caluniadores, sem domínio próprio; violentos e inimigos do bem. Serão traidores, atrevidos e cheios de orgulho. Amarão mais os prazeres do que a Deus. Terão a forma exterior da nossa religião, mas rejeitarão o seu verdadeiro poder. Afaste-se dessa gente. Alguns deles entram nas casas e conseguem dominar mulheres fracas, que estão cheias de pecado e que são levadas por toda espécie de desejos.”  2Tm 3.1-6

O Homem foi criado por Deus (de forma alguma, uma versão melhorada do macaco, como afirma a ciência), para a manifestação de Sua glória (Jo 14.15,23); isto é possível  quando a criatura reconhece a soberania do Criador, abandonando o pecado e tomando posse do sacrifício de Cristo (Ef 2.10; 2Co 5.17; 7.1). A vida de retidão transforma o corpo em templo, habitação do Espírito Santo. A presença do Espírito na vida humana a faz resplandecente e a agracia com os dons, autoridade e poder para manifestar o Reino de Deus.   

O diabo odeia profundamente ao Criador e criatura. Ele possui perfeita noção do cuidado e da grandiosidade do amor do Senhor para com a vida humana. Esta situação o deixa profundamente irado e, planos são traçados no reino das trevas visando à destruição do homem. O inimigo reconhece que o fim se aproxima, – tem convicção que o Senhor está voltando – e não perde tempo, trabalha incansavelmente para o desenrolar do plano destrutivo. As frentes de ações do maligno são amplas, por exemplo:

Na área espiritual:
A proliferação de cultos contrários aos princípios Bíblicos é assustador; inclusive o surgimento  e disseminação de religiões declaradamente satânicas. A TV tornou-se um veículo poderosamente usado na propagação de tais princípios, a cada momento depara-se com um “feiticeiro” de plantão, mostrando o futuro ou aconselhando as pessoas.

Na sociedade:
Os problemas sociais são os mais diversos possíveis (fome, falta de moradia, emprego, violência, etc.), com ênfase na degradação moral. O sexo é usado sabiamente pelo diabo e através dele inúmeras vidas são aprisionadas pelas corrente da imoralidade. Os pecados sexuais são cada vez mais comuns.

O sexo é verdadeiramente ruim?
De formal alguma! É um canal de prazer deixado por Deus aos homens e quando praticado de forma normal e  natural e dentro de uma união conjugal é totalmente aceitável. O sexo foi criado por Deus visando à procriação, como é comum a todos os animais. Mas, ao ser humano o Eterno permitiu que além da idéia principal de procriação, as relações sexuais fossem fonte de prazer e que naturalmente complementasse a vida conjugal (sexo, abençoado, apenas no casamento). O diabo aproveitou-se da situação e plantou nos corações a malícia, que desencadeia toda uma série de desejos imundos, fortes o suficiente para escravizar o homem. A mulher tornou-se nas mãos do inimigo um objeto, sedutor, cuja imagem é usada em quase todas as áreas. Na TV, a sensualidade e o erotismo são usados para aumentar os índices de audiência e para vender todo tipo de objetos –de pneu a arroz!
Veja a seguir alguns pontos importantes sobre o sexo:  (Rm 1.24-27; 6.19; Ef 4.19; Hb 13.4; 2Pe 2.10). É facilmente comprovada pela ciência a função de cada órgão de nosso corpo.  E os órgãos que foram criados por Deus para as relações sexuais, são a vagina e o pênis. Um foi feito para o outro.
1) O sexo  Anal – é fruto da impureza, gerada pela carne. “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia…” Gl 5.19 (Impureza – no sentido moral: impureza proveniente de desejos sexuais, luxuria, vida devassa; Lascívia – Conduta vergonhosa, como sensualidade, imoralidade sexual, libertinagem, luxúria). É impossível tal prática, sem que a carne esteja totalmente tomada por sentimentos poucos nobres.
2) Masturbação – Não resta-nos dúvidas quanto a pecabilidade desta pratica, ela se enquadra nitidamente entre os frutos produzidos pela carne.

O sexo deve ser praticado pelos meios naturais:

Nossa vida é o templo, habitação, do Espírito Santo e todos os atos pecaminosos cometidos resultam em sujeiras que invadem a casa do Espírito, provocando o Seu afastamento.
“Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” 1Co 6.18-20
É preciso a consciência que a vida não é nossa, somos resgatados pelo Eterno para sermos segundo a Sua vontade e instrumentos na manifestação de Sua glória. O impulso de pecar tem a sua origem  na mente, são os pensamentos impuros sugestionados pela carne ou pelo próprio inimigo e a prática destes produz o pecado. Todos nós estamos sujeitos aos pensamentos contrários à vontade do Pai, mas, como servos não devemos permitir que eles cresçam e tome todo o nosso ser. É preciso evitar todas as formas que desperta na vida tais desejos imundos, por exemplo: sites pornográficos / eróticos; filmes eróticos; revistas; conversar sobre o tema com amigos e tudo mais que desperta a nossa carne para os desejos impuros. A recomendação é:   “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.”  Fp 4:8

Sexo, exclusivamente no casamento: (Mt 5.27,28; 1Co 7.2,5; At 15.29; 1Co 7.2) O Sexo é uma benção deixada por Deus aos homens para ser praticada exclusivamente dentro da união conjugal.  Sua prática fora do casamento é pecado!

Inaceitável no namoro / noivado: (Gl 5.19; 1Co 6.18; Ef 5.3; Cl 3.5) A impureza é um pecado sexual. Todos os atos impuros praticados entre casais não casados é fruto da carne. A fornicação é um pecado! Com certeza não vamos encontrar na Bíblia um texto que literalmente faça alusão às práticas sexuais impuras de uma forma explicita; mas, no conjunto da Palavra, facilmente vemos que tudo aquilo que é praticado de uma forma antinatural ou impura é errado.

A Palavra do Senhor é assim mesmo, simples e de fácil entendimento. Para que todos que a lêem, possam praticá-la (Mt 11.25; 1Co 2.1-5). As controvérsias existentes no meio cristão sobre o assunto, têm suas origens em vidas que se deixam influenciar pelos espíritos maus e buscam dar vazão aos desejos da carne.
Devemos dar lugar ao Espírito de Deus, jamais aos espíritos malignos. O amor a Deus e a santidade no viver, é indispensável.

Anúncios

40 Respostas

  1. Marcos Fernandes, li sua matéria e vi sabedoria nela, embora não seja condizente ao sexo oral, mas é coisa minha, ademais gostaria de saber qual sua formação com as escrituras sagradas, se puder me dizer fico grata.

  2. Prezado irmão durante o namoro é proíbido o namorado ver sua namorada nua e vice versa?

    • Olá amigo, não que isso seja proibido, mas não seria inteligennte, pois você vendo ela nua certamente despertaria ainda mais o desejo de terem relações.

  3. A paz meu querido irmão,quero dizer a vc que depois que eu comecei a ver o seu blog,eu me senti mais confiavel em mim mesma,quero agradecer a DEUS pois,nem tdas as igrejas existem ensinamentos como este,obrigado mais uma vez e que o SENHOR DEUS lhe capacite cada vez mais.Eu também achei que vc era Pastor,estou orando para que DEUS faça a obra em sua vida,fique comDEUS,e que a graça do Espirito Santo de DEUS esteja cada vez mais em sua vida e em su família.

    • Obrigado Claudia !

      É um prazer enorme poder ajuda-los.

      Agradeço muito suas orações e sempre que precisar, estamos a disposição.

  4. Prezado Pastor, me encontro num dilema enorme. Sou evangélica há 10 anos e meu marido também. Estamos casados há 7 anos. No nosso casamento o sexo foi sendo descoberto aos poucos. Na nossa igreja nunca conversaram conosco a respeito do que se pode ou não fazer. Acredito que sua sitação é que esteja certa a respeito de poder se permitir ao que se dá prazer com exceção do sexo anal. De um tempo pra cá meu marido tem tido vontade de evitar o sexo oral, as vezes ele pede as vezes não. Eu não sinto culpa em agradá-lo afinal, me casei e me tornei uma só carne com ele, porque não posso te-lo por completo? Fico triste porque gostaria que ele fizesse comigo como procuro agradá-lo, mas ele não faz. É muito raro ele querer fazer sexo oral, só se eu pedir e vejo que ele não tem prazer nisso, só quando é com ele. Me casei pra completá-lo e ser completa. Trabalho fora, ajudo nas despesas da casa, faço o serviço todo da casa com afinco, as vezes ele me ajuda. Porque não podemos ter uma vida sexual sadia? Em muitas vezes me vejo nesse dilema. Pastor, gostaria de sua orientação quanto a essa questão pois, como te disse, com exceção de sexo anal, acho a vida sexual prazerosa e tem que ser completa pra que nenhum dos dois fique como eu estou: INSATISFEITA.

    • Prezada Patricia,

      Fico feliz em poder contar comigo para esclarecer algumas duvidas.

      Não sou pastor, mas tenho me empenhado em ajudar a todos através da palavra de Deus.

      O que você precisa fazer você fez agora comigo !

      Dialogo!

      Senta com teu marido e converse abertamente, diz a ele o que você sente, diz que gosta de ser amada e quer ser tratada como uma mulher e não somente como “objeto”.

      Como você informa, ele curte o sexo oral, porém quando recebe, então se ele sente prazer em receber certamente você também sentira e tem a necessidade disso, é fisiológico, toda mulher precisa e gosta disso.

      Vocês são casados e seu corpo a ele pertence, da mesma maneira ele, então nada os acusa de aproveitar o que Deus fez.

      Peça direção a Deus antes de conversar e o papo será bem tranquilo e maduro.

      Forte Abraço.

    • Enviado por e-mail.

  5. Eu e minhas irmãs do Quarto Rosa estamos sempre buscando o caminho certo e amei esse blog. Carla do QR

  6. Se os meus pastores dizem que o sexo oral é pecado e eu praticar com o meu esposo eu estaria em desobediência aos meus pastores e portanto estaria em pecado?

  7. o meu casamento esta um caos , eu me converti à 5 anos e depois disso nunca mais pratiquei o sexo oral com meu marido ,pois na minha igreja ele não é permitido ,amo o Senhor Jesus e não gostaria de desagradá-lo ,mais com isso desagrado o meu marido todos os dia pois ele não aceita isso ,ele não ´e cristão ainda ,e parece que a cada dia eu afasto mais ele ,pois para ele essa pratica é muito praserosa , ja ficamos sem ter relações até seis meses quando eu me casei eu era do mundo e isso era normal estou precisando de ajuda

    • Prezada Marlene,

      Hoje se fala muito em “regras” criadas dentro das igrejas, atrapalhar a vida dos filhos de Deus é para que servem, pois tenho visto muito descontentamento quanto as doutrinas.
      Falar que sexo oral com o conjugue é pecado, nada mais é do que uma forma de atrapalhar o bom relacionamento do casal.
      Aqui pra nós, sou homem casado e quantos aqui não já passaram por momentos de curiosidade ou vontades dentro do casamento, seja homem ou mulher?
      Ora Marlene, seu esposo não é convertido e certamente não tem entendimento do que se trata os mandamentos de Deus e ao meu ponto de vista, ele poderá buscar lá fora o que não tem dentro de casa e você como uma esposa sabia não permitira que isso aconteça, ira permitir ??
      Peça bastante orientação a Deus quanto ao casamento de vocês para que o inimigo não tenha espaço, pois como você informa, seis meses sem relação para quem casou a fim de viver a alegria do matrimonio é praticamente o fim, pois a bíblia diz que o casal deve se abster do sexo somente por consentimento mutuo afim de jejum e oração, logo devem retomar a “atividade” para que o diabo não entre.

      Não permita que seu casamento seja levado ao ralo por conta de “regras” de igrejas, regras de homens.

      No meu ponto de vista, sexo oral não é pecado, você não esta se prostituindo, adulterando, destruindo seu corpo ou entregando a prazeres seculares e se sua mente diz que não é acabou!

      Ou vai me dizer que quando vocês praticavam sexo oral ficaram alguma vez sem ter relações por seis meses ?
      Eu duvido !

      Você está vivendo seu casamento com o homem que Deus colocou para estar ao seu lado o tempo todo, todos os dias, logo vocês se amam e ele sente a necessidade de ser desejado, acariciado…

      Como ele sentirá desejo de se converter se leis humanas dominam e atrapalham as pessoas que resolveram seguir a Cristo ?

      Viva seu casamento com santidade e decência, ele é seu homem e você a mulher dele, ame-o, o faça feliz assim como ele faz com você.

      • Ola meu nome é Marcos, faz tempo que estou a espera que disseste estas palavras pois tem pastores destruindo casamentos, sabias palavras. A sou catolico!

      • Olá chara, pois é muitos homens mundo afora vivem sem medir suas palavras e acabam por cometer muitas besteiras.

        Uma boa analise das escrituras sagradas nos faz refletir sobre o que realmente Jesus quer de nos e, consequentemente um manual de vida onde ali encontramos tudo que precisamos para desfrutar da mais perfeita vida terrena linkada com Deus.

        Sinta-se a vontade para acessar, comentar e sugerir algo para nosso blog.

        Fortíssimo abraço Marcos.

      • Eu estava a ponto de cometer traição com a minha esposa quando mostrei suas palavras a ela que se convenceu que sexo oral não era pecado. Ela me deu um prazer enorme e hoje nosso lar segue em paz e com harmonia.

      • Amém!

  8. gostei muito,mas eu vivo um dilema meu marido não servi a Deus e as vezez tenho q fazer sexo anal e me sinto em pecado não sei mas o q fazer tenho orado a Deus pra q ele mude essa situação

  9. Agradeço ao Senhor, nosso Deus, por ter dado a voce o entendimento para escrever de formar tao simples o que a Bíblia nos ensina e muitos nao conseguem enxergar… estou falando de mim mesma que antes de ler sobre esse assunto era totalmente ignorante e sem entendimento. Mas perguntei a Deus de como poderia tirar todas as minhas dúvidas e resolvir procurar na internet e entao achei um site maravilhoso e instruido por Deus!

    Obrigada!

    Sra: Priscilla

    • Amém, fico feliz em poder ajuda-la.
      Aproveita para cadastrar seu e-mail no blog, sempre que eu postar novidades você receberá em primeira mão no seu e-mail.

      Fica na az.

  10. Hoje aprendi um pouco mais sobre a vida sexual a dois aprendi muitas coisas deus abençoe.

  11. Prezado João, concordo com suas palavras, na intimidade podem fazer o que lhes forem agradável e prazeroso para ambos.

  12. Deus proveu o casamento para para liberdade sexual entre o casal, desde que o homem ou a mulher não manipulem a si próprios, como é o caso da masturbaçao! mas podem manipular uns aos outros, ou seja, a esposa pode brincar com o corpo de seu marido e vice versa, pois biblicamente, o corpo da esposa pertence ao marido e o do marido a esposa (1co 7:4), o que fica proibido é isso e tbém o sexo fora do casamento, que é visto como prostituiçao diante de Deus!

  13. meu e-mail é paahhhhhh_@hotmail.com
    fico mutio grata , somente pelo fato , de se preocupar em me responder ,
    MUITO Obrigado , espero sua resposta anciosa !!
    Amém , qe o Senhor te abençoe cada vez mais , e derrame uma unçao tremenda em sua vida !!!

  14. Tenho uma dúvida , no caso de um namoro , certo , abençoado , e vc tem a CERTEZA que irá se casar com tal pessoa , e nunca irá cometer a FORNICAÇÃO , que é fazer sexo por exemplo com uma pessoa e depois com outra , se contaminando , se o casal ja tem certeza que NUNCA irá se separar , e já tem responsabilidade, conhece a palavra , mas a Bíblia n é clara em relaçao ao namoro , se tiver errada , me perdoe , maas se o casal vai se casar , sabe qe em um ato sexual , se formarçao uma so carne , é amar e demonstrar o respeito um pelo outro , se responsabilizando pela vida , tendo uma aliança mútua ,então , um casal de namorados , qe VAO SE CASAR e tem todos esses e mais um pouco de critérios , pod ter relaçoes sexuais ?
    me responda por favor , que Deus te use em nome de JESUS e que tu sejas abençoado pelo Espirito Santo , Glórias Somente a Deus !
    Obrigado

    • Obrigado pela visita, seja sempre bem vindo ao BLOG SALVAÇÃO.
      Prezada Paola, para te dar a resposta, é necessário que você me envie seu e-mail, será mais seguro.
      Fico no aguardo.
      Que Deus o abençoe abundantemente em nome de Jesus!

  15. Bendito seja o Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo pelo estudo realizado por este amado irmão!
    Que o Senhor seja convosco, caro irmão!
    Cumprimentos

    • Obrigado pela visita, seja sempre bem vindo ao BLOG SALVAÇÃO.
      Que Deus o abençoe abundantemente em nome de Jesus!

  16. Muito obrigado meu amigo, Deus te abençoe. 😀

  17. Gostaria de saber se um casal casado pode na intimidade usar objeto erótico(penis de silicone)por favor responda-me,obrigado e que Deus continue lhe usando para tirar tantas duvidas de nossas mentes.

    • Prezado Jonas.
      O sexo não pode ser visto como algo impuro ou imoral, deve ser vistos por nós cristãos, como algo maravilhoso, criado por Deus para deleite do casal.
      E Deus viu que tudo o que havia feito era muito bom. A noite passou, e veio a manhã. Esse foi o sexto dia.” (Gênesis 1:31)
      “Portanto, alegre-se com a sua mulher, seja feliz com a moça com quem você casou,” (Provérbios 5:18)
      Agora, o sexo deve ser praticado dentro do propósito de Deus e não de forma leviana e promíscua.
      Quando o casamento se efetiva entre duas pessoas, estas se tornam uma só carne, um só corpo. Isso comunica intimidade, cumplicidade, amor e uma série de outras características pertinentes a um relacionamento conjugal.
      Se você é casado e tem fantasias com sua esposa de fazer amor em algum lugar diferente, usar docinhos ou até mesmo posições mais ousadas, isso não é errado.
      Deixe que ela use as roupas mais eróticas que puder, pois isso irá contribuir para um maior prazer.
      DEUS não é contra o prazer dentro do casamento. Ele uniu o marido e a mulher em uma só carne para terem amor e respeito um pelo outro, ajudar-se mutuamente e terem prazer.
      Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias de tua vida, os quais Deus te deu debaixo do sol; porque esta é a tua porção nesta vida pelo trabalho com que te afadigaste debaixo do sol. (Eclesiastes 9:9 RA)
      Nosso corpo é o templo do ESPIRITO SANTO e não devemos nos contaminar com prazeres que desagradam a DEUS.
      Cuidado com o tipo de fantasia, pois o inimigo quando não consegue nos derrubar de um lado tenta do outro.
      Ter relação extraconjugal, sexo grupal ou adereços como; penis ou vagina artificial desagrada a DEUS. É pecado.
      O sexo se limita ao parceiro somente.
      Quem pratica tais ações não irá entrar no reino dos céus.
      Vocês já têm o necessário no corpo de cada um.
      Que o casamento seja respeitado por todos, e que os maridos e as esposas sejam fiéis um ao outro. Deus julgará os imorais e os que cometem adultério. (Hebreus 13:4)
      Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; (1 Ts 4:3-5)
      Dê o máximo de carinho a sua esposa. A Bíblia não é contra isso.

      Que Deus o abençoe.

  18. É necessário que cada dia diminuamos para que DEUS venha crescer nas nossas vidas, pois Deus não pode crescer nas nossas vidas se nós não diminuamos. Gloria a Deus que é bendito eternamente. Amém

  19. Concordo, sexo só após o casamento. Sexo oral é pecado.

  20. o blog está ótimo, que DEUS ilumine o seu caminho.

  21. O blog tá blza parabens um ótimo trabalho, que DEUS continui te abnçoando…

Deixe aqui seu comentário, ele é muito importante para nós !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: