Ganhando nossas famílias



Texto-chave: Marcos 5:18-19

“Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o Senhor te fez…”
Isso revela uma verdade: quando nos convertemos, nossa prioridade deve ser salvar nossa família e nossos amigos mais chegados.
Este texto fala de um homem que foi maravilhosamente liberto por Jesus.
Ele vivera possesso por uma legião de demônios por muito tempo, andando como um louco, mas ao encontrar o Senhor teve sua vida transformada.
A gratidão e a paixão que brotaram em seu coração o levaram a pedir para acompanhar Jesus.
Este, porém, não o permitiu, dizendo: “Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o Senhor te fez…”.
Isso revela uma verdade: quando nos convertemos, nossa prioridade deve ser salvar nossa família e nossos amigos mais chegados.
1) Precisamos exercer fé pela salvação de nossas famílias – Atos 16:31.
Temos que nos apegar à promessa de Deus de que, não apenas nós, mas nossa casa o servirá.
Precisamos crer e orar por isso, perseverar nesse propósito até vermos cumprida a promessa.
2) Mesmo que no começo rejeitem nossa fé, precisamos perseverar – João 7:1-5.
É comum que muitos de nossos queridos, até mesmo a família, não aceite a nossa conversão.
O homem natural não compreende as coisas do Espírito (leia I Coríntios 2:14).
Mas não devemos desanimar e nem desistir da salvação deles.
Até mesmo Jesus viveu essa rejeição em casa.
No começo do seu ministério, nem seus irmãos criam nele como o Messias e o rejeitaram, induzindo-o a ir embora de casa… Essas lutas não podem nos esmorecer.
Precisamos perseverar na fé, servindo aos de nossa casa e orando por eles, sem abrir mão de salvá-los.
Temos que seguir o exemplo de Jesus.
No final, toda a sua família estava servindo ao Senhor – veja Atos 1:14.
3) Nosso testemunho falará mais alto até do que nossas palavras – II Coríntios 7:13-14.
Precisamos pregar para nossos familiares e amigos.
Porém, nossa mudança de comportamento é que deve causar o maior impacto em suas vidas.
Muitas pessoas se convertem, assumem um novo comportamento no meio da igreja, mas em casa continuam as mesmas ou até pioram, porque se afastam e assumem uma postura de condenação contra seus familiares.
O caminho deve ser outro, agora que conhecemos a Deus precisamos revelar a sua presença em nós servindo aos nossos, sendo amáveis, pacientes, perdoando.
É uma pessoa santa que santificará sua casa e não uma pessoa carnal – leia I Timóteo 5:8.
4) Temos que ser ousados para atraí-los a Cristo e ao ambiente da fé – João 1:40-49.
Perceba que vários dos discípulos de Jesus foram levados a Ele enquanto um compartilhava com o outro sua descoberta de fé.
Por isso, claro que, além de servir à nossa casa, precisamos abrir a boca e contar-lhes o que Jesus fez em nós e o que estamos aprendendo na Palavra.
Foi isso o que Jesus mandou aquele gadareno fazer!
Não podemos nos envergonhar ou ter receio de falar do Senhor para aqueles que amamos.
Texto da mensagem ministrada nas Igrejas do Evangelho Pleno de Araguari-MG por Mauro S. Rodovalho.

Deixe aqui seu comentário, ele é muito importante para nós !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: