Sexo com lucifer.


Voltar ao terrível passado da minha vida só é válido para glória de Deus, mas vamos lá!

Desde o ventre materno, por pura ignorância espiritual da minha avó materna, fui entregue aos espíritos, os quais diziam-se de “luz” (como sempre fazem).

Tive uma infância humilde, mas nunca nos faltou o pão. Meu pai, sempre muito trabalhador (como é até hoje), e minha mãe, dona de casa. Ambos sem vícios. Nunca tive nenhum mau exemplo onde eu pudesse ao menos tentar justificar toda minha louca vida quando me tornei adolescente.

Aos 16 anos, passava mal na rua e então comecei a frequentar um centro espírita de “mesa branca”. Os tais “velhinhos e índios de luz” diziam que já era hora de eu “desenvolver” e começar a fazer caridade, pois tudo que eu recebia “de graça de Deus” deveria passar adiante para meus irmãos da mesma forma. Assim, começava realmente a desgraça da minha vida.

Clique aqui e continue lendo.

Anúncios

Deixe aqui seu comentário, ele é muito importante para nós !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: